Robinson Farinazzo Casal
Capitán de Fragata Robinson Farinazzo Casal de la Marinha do Brasil

www.fuerzasmilitares.org (04ENE2017).- En esta oportunidad conoceremos a un personaje singular, se trata del Capitán de Fragata Robinson Farinazzo Casal, de la Marinha do Brasil. Oficial que tuvo una brillante carrera en la armada de su país, y es además escritor y articulista. Hemos tenido la oportunidad de leer su curriculum vitae y quedamos muy -muy- impresionados por la cantidad de cursos y capacitaciones que este oficial ha realizado a lo largo de su carrera. Para nosotros es un verdadero honor que haya aceptado concedernos esta entrevista. Sin duda será de interés para nuestros lectores. 

Entrevista al Capitán de Fragata Robinson Farinazzo Casal, de la Marinha do Brasil:

¿Por qué decidió ser militar, qué lo motivó?

Eu queria servir o meu País, retribuindo a sociedade brasileira o muito que recebi dela em minha vida, e sempre acreditei que a melhor maneira de fazer isto era sendo um bom cidadão e um militar profissional .

Visto en retrospectiva, ¿era lo que esperaba, está satisfecho con su carrera militar?

Sim, com toda a certeza, e eu faria tudo de novo. Foram anos maravilhosos e conheci pessoas espetaculares, além de crescer como ser humano.

¿Cuál es la anécdota que más recuerda de su vida militar?

Olha, tem muitas histórias, mas a que mais me emociona quando recordo é o dia que fui promovido a capitão de fragata e os praças que trabalhavam comigo fizeram, de surpresa,  uma pequena cerimonia onde me presentearam com os galões do posto. Foi a maior homenagem que recebi em toda a minha vida, pois foi sincera , autentica e espontanea.

¿Cuál fue su mayor logro como oficial de la Marinha do Brasil?

Eu acredito que a maior realização tenha sido poder trabalhar por tanto tempo contínuo (e aprender com isso) numa área de alta tecnología militar e ter a oportunidade (e a sorte) de participar de vários projetos  de importancia para a Marinha, dentre os quais a aquisição dos helicóptero H-XBR/SuperCougar e Sikorsky Seahawk S-70B, a modernização dos GKN SuperLynx e dos jatos BOEING Skyahawk II, além dos projetos dos novos helicópteros de treinamento e emprego geral, bem como dos VANTs de emprego naval.

¿Qué grado militar alcanzó mientras estuvo en servicio?

Capitão de Fragata

¿Por qué se especializó en aviación?

Eu sempre gostei de aviões, então voar era uma conseqüencia natural, na qual somos obrigados a nos superar todos os días, tanto no aspecto técnico como nas potencialidades humanas.

Gostaria de ressaltar que a maior parte dos cursos de aviação que realizei (Flight, DOV, PC-IFR, Ground School de Caravan etc) não geraram gasto para o contribuinte brasileiro, tendo sido pagos as minhas próprias expensas - e não me arrependo, pois considero um dinheiro bem investido !

¿Cuáles aeronaves ha pilotado?

CAP 4, P-56 e AB-115. Mas experimentei muitas outras voando na direita.

¿En qué trabaja actualmente?

Agora na reserva, eu escrevo artigos e ministro palestras. Desejo continuar contribuindo para a sociedade com aquilo que aprendi em meus anos na Marinha, isto me dá muita satisfação.

¿Considera que la elección del Gripen para la FAB, fue una decisión acertada?

Avião favorito é como o time predileto do locutor Galvão Bueno : a gente nunca revela ! Mas posso adiantar que tive a oportunidade de operar os simuladores de fábrica de todas as aeronaves que concorriam  no projeto, além de estudar suas especificações, e o que pude concluir é que, em maior ou menor grau, qualquer que fosse o avião escolhido, ele proporcionaría um salto tecnológico e de mentalidade para a aviação militar brasileira.

Fato é, indepentemente daquela que saísse vencedora da concorrência, a industria de apoio que gravita em torno da fabricação do jato passaria por transformações positivas. Ademais,  todas as aeronaves que nos foram oferecidas atendiam 3 princípios que sempre friso em meus artigos e palestras, que são  :

  • ALFA - Inovação não é simples introdução de materiais, é a elaboração e  inserção de novos conceitos;
  • BRAVO - Faz parte da conduta de uma aviação militar de sucesso o ajuste constante às demandas de operações no cenário onde estão inseridas, de maneira a atender as mesmas com eficiencia e rapidez e
  • CHARLIE - A história das guerras demonstra que, via de regra, vence a batalha a Força Aérea que, dispondo de avião de performance similar ao do adversário (ou até mesmo ligeiramente inferior) consegue equalizar melhor sua organização anteriormente a batalha e, principalmente, tirar um proveito excelente do seu recurso mais importante: o ser humano. E no quesito recursos humanos os militares brasileiros, assim como seus congêneres colombianos, são excelentes.                         

¿Qué cosas destacaría de la Fuerza Aeronaval Brasilera?

Em primeiro lugar, o profissionalismo, mas também a dedicação e, principalmente, a perseverança em superar os obstáculos que encontramos diariamente em nosso trabalho. Os aviadores navais do Brasil nunca desistem, e há uma frase  que eles usam e que adotei como lema de vida: “Na aviação, só o perfeito é aceitável“.

Háblenos un poco sobre su experiencia como escritor y articulista.

Eu gosto de escrever, foi a maneira que encontrei de influenciar positivamente a sociedade. Sempre procuro transmitir toda esperança, algum conhecimento e muito otimismo em meus escritos. Acho que o papel do escritor é influenciar beneficamente, chamar a atenção para o que é importante e posicionar as pessoas para as mudanças positivas.

Sempre fico muito feliz com os comentarios que recebo, pois isto significa que o assunto tocou as pessoas.

¿Algún mensaje para los colombianos?

Conforme  ficou demonstrado recentemente com a tragédia do time do Chapecoense, Colombia e Brasil são povos irmãos, similares em sua alegría de viver e em sua generosa solidariedade . Ademais, são nações com enorme capacidade de trabalho.

Torço muito pelos novos rumos que o povo colombiano está tomando, pois com a paz virão novas oportunidades. Acho que ambos países devem estreitar seus laços e aumentar a cooperação, e gostaria de, num futuro próximo, ter a satisfação de palestrar para suas instituições civis e militares e poder aprender com o país onde nasceram Garcia Marquez e Jorge Eliecer Gaitan.

 

(Douglas Hernández, Medellín)